NARRATIVAS DA VIDA

Sou  Psicologa  CRP-03/01376  e  uso a abordagem da Narrativa como instrumento de  trabalho. A Terapia Narrativa é uma visão de mundo, uma filosofia de vida inserida em uma abordagem terapêutica pós-estruturalista que não separa o observador do observado.

MADRE TERESA DE C ALCUTÁ

O COLETIVO E A RELIGIÃO FILME: MADRE TERESA DE CALCUTÁ

O Vaticano canonizou MADRE TERESA DE CALCUTÁ, como uma vida devotada aos pobres, aos doentes e aos esquecidos. Madre Teresa nasceu em 1910 em Skopje, território albanês, atualmente capital da Macedônia, e morreu em 1997 em Calcutá, na Índia. Anjezë Gonxhe Bojaxhiu recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1979 por sua atuação como missionária. A futura santa deixou sua terra natal aos 18 anos, podendo retornar somente décadas mais tarde, quando se iniciava a derrocada do regime comunista de Enver Hoxha.

Conhecida como “a santa dos pobres mais pobres”, Inês Gonxha Bojaxhiu nasceu em Skopja, capital da atual república da Macedônia. Aos 21 anos, mudando seu nome para Teresa, ingressou em um Convento de Calcutá. Onze anos mais tarde deixaria o mesmo e começaria a trabalhar nos bairros mais pobres da cidade, vindo a fundar em 1946, a Congregação das Missionárias da Caridade. Seu papel em favor dos mais necessitados rendeu a Madre Teresa o Prêmio Nobel da Paz e o reconhecimento de seu trabalho no mundo. Para aprofundar no amor por Jesus e pelos pobres, nós preparamos algumas dicas de filmes que retratam bem a história dessa mulher corajosa e abnegada. Ela prepara o coração para se encher de entusiasmo, e também fazer algo por quem mais precisa à sua volta. MADRE TERESA DE CALCUTÁ -  A vida de MADRE TERESA foi retratada em 2003 numa minissérie da televisão italiana MADRE TERESA, estrelada por Olivia Hussey como Madre Teresa. Posteriormente, foi lançado internacionalmente como um filme de televisão MADRE TERESA DE CALCUTÁ e recebeu o Prêmio Camie em 2007, por sua contribuição. Qual era seu problema? Lutar contra a pobreza, os doentes, os esquecidos. AS CARTAS (The Letters) O filme, de 2014 é uma história contada através das cartas pessoais que Madre Teresa escreveu ao longo dos últimos 40 anos de sua vida.

Seu poema A VIDA é um reflexo das ações que colocou em sua vida.

A VIDA A vida é uma oportunidade, aproveite-a.

A vida é beleza, admire-a

A vida é beatificação, saboreie-a

A vida é sonho, torne-o realidade.

A vida é um desafio, enfrente-o.

A vida é um dever, cumpra-o.

A vida é um jogo, jogue-o.

A vida é preciosa, cuide-a.

A vida é riqueza, conserve-a.

A vida é amor, goze-a.

A vida é um mistério, desvele-o.

A vida é promessa, cumpra-a.

A vida é tristeza, supere-a.

A vida é um hino, cante-o.

A vida é um combate, aceita-a.

A vida é tragédia, domine-a.

A vida é aventura, afronte-a.

A vida é felicidade, mereça-a.

A vida é a VIDA, defenda-a.

 Abaixo estão os pensamentos que demonstraram suas ações e a identidade daquilo que orientou as ações de sua vida:

1) Se você julga as pessoas, você não tem tempo para amá-las.

2) A maior doença do Ocidente hoje não é a lepra, nem a tuberculose; é ser indesejado, não ser amado e ser abandonado. Nós podemos curar as doenças físicas com a medicina, mas a única cura para a solidão, para o desespero e para a desesperança é o amor. Há muitas pessoas no mundo que estão morrendo porfalta de um pedaço de pão, mas há muito mais gente morrendo por falta de um pouco de amor. A pobreza no Ocidente é um tipo diferente de pobreza – não é só uma pobreza de solidão, mas também de espiritualidade. Há uma fome de amor e uma fome de Deus.

3) Qual é o meu pensamento? Eu vejo Jesus em cada ser humano. Eu digo para mim mesma: este é Jesus com fome, eu tenho que alimentá-lo. Este é Jesus doente. Este tem lepra ou gangrena; eu tenho que lavá-lo e cuidar dele. Eu sirvo porque eu amo Jesus.

4) Sejam gentis uns com os outros na sua casa. Sejam gentis com as pessoas. Eu acho que é melhor você errar na bondade do que fazer milagres com falta de bondade. Muitas vezes, uma só palavra, um olhar, um gesto rápido, e as trevas enchem o coração da pessoa que amamos.

5) Eu rezo para vocês entenderem as palavras de Jesus: “Amai- -vos como Eu vos amei”. Perguntem a si mesmos: “Como foi que Ele me amou? Será que eu realmente amo os outros da mesma forma?”. Sem esse amor, nós podemos nos matar de trabalhar, mas isso vai ser só trabalho, não amor. Trabalho sem amor é escravidão.

6) Um sacrifício, para ser real, tem que custar, tem que doer, tem que nos esvaziar. O fruto do silêncio é a oração, o fruto da oração é a fé, o fruto da fé é o amor, o fruto do amor é o serviço, o fruto do serviço é a paz.

7) Buscar a face de Deus em tudo, em todos, o tempo todo, e a mão dele em tudo o que acontece; é isso o que significa ser contemplativo no coração do mundo. Ver e adorar a presença de Jesus, especialmente na aparência humilde do pão e no angustiante disfarce de pobre.

8) O que você está fazendo eu não posso fazer, o que eu estou fazendo você não pode fazer, mas, juntos, nós estamos fazendo uma coisa bonita para Deus, e esta é a grandeza do amor de Deus por nós – nos dar a oportunidade de ser santos pelas obras de amor que fazemos, porque a santidade não é um luxo de poucos. É um dever muito simples para você, para mim – você na sua posição, no seu trabalho, e eu e os outros, cada um de nós, no trabalho, na vida em que demos a nossa palavra de honra para Deus. Nós temos que transformar o nosso amor a Deus em ação viva.

9) Quando um pobre morre de fome, não é porque Deus não cuidou dele. É porque nem você nem eu quisemos dar a ele o que ele precisava.

10) Jesus quer que eu diga de novo a vocês qual é o tamanho do amor dele por cada um de vocês – um amor que vai além de tudo o que vocês puderem imaginar. Ele não só ama você; é mais ainda: Ele anseia por você. Ele sente falta de você quando você não chega perto. Ele tem sede de você. Ele ama você sempre, mesmo quando você não se sente digno.

MADRE TERESA DE CALCUTÁ se fez ouvir como mulher através de suas crenças religiosas. Desconstruiu no seu trabalho a ideia de que os pobres não tem lugar no mundo para nada. Reconstruiu com seu exemplo essa ideia ao ajudar milhares a sobrevirem e terem uma voz e consolidou novas posições frente a miséria. MADRE TERESA DE CALCUTÁ demonstrou no  seu panorama de ação e identidade exposto acima, como praticando a cada passo suas crenças reescreveu sua história, fez a re-autoria de sua vida, e nos emociona com seu exemplo de abnegação e altruísmo.

MADRE TERESA saiu de um convento para o mundo. Onde já se viu isso? Ela foi viver no mundo de acordo com sua história preferida, transformar sua religião num palco de defesa para os pobres mais pobres. Quando se diz que a desconstrução da velha história tem que vir da própria pessoa é porque temos que ter respeito pela pessoa partindo de suas próprias crenças para mudar a situação. Temos que respeitar a crença de MADRE TERESA, aquilo em que ela acredita que será o melhor para ela.

QUAIS REFLEXÕES SÃO POSSIVEIS AO VER ESTE MODELO DE VIDA